O Trigêmeos do Magnata romance Capítulo 585

O clima pesou na sala.

— Ninguém pediu para ela fazer isso, certo? — Dorothy retrucou. — Ela deu à luz os filhos pelas costas de Anthony. Se ela não tivesse sido tão egoísta e tola, não estaríamos com tantos problemas agora. Já é ruim o suficiente que tenha decidido manter a gravidez, ela até escondeu os três quando o pai estava bem diante de seus olhos. Anne apenas agiu como se nada tivesse acontecido. Estou impressionada! —

— Ela engravidou sozinha? — Sarah argumentou. — Isso é culpa dela? —

Sarah pretendia lembrar a todos que Anthony tinha um papel a desempenhar na gravidez de Anne também.

— Quem sabe o que realmente aconteceu? Pode ser até que sua filha tenha planejado dormir com ele para engravidar! — Disse Dorothy. — Ela não engravidaria se tivesse algum respeito próprio. —

A reunião deixou de ser uma tentativa de resolver o problema, mas se transformou em uma organização em que todos culpavam Anne.

— Parem com isso, todos vocês! — Anne gritou com o rosto pálido, sentindo-se tonta. — Esqueça o passado, estamos aqui para falar sobre as crianças! —

Dorothy cerrou os dentes e Sarah se acalmou com relutância. Bianca soltou:

— Anne, é bem simples: Vou me casar com Anthony e, como os trigêmeos são filhos dele, vou tratá-los bem. Eu disse a mesma coisa ao telefone, não foi? Vou criá-los como meus. Eu sei o que está pensando, mas você não os terá de volta! —

Anne ignorou Bianca e virou-se para Anthony ansiosamente.

— Anthony, você sabe o que aconteceu comigo. Não posso mais dar à luz. Se você tirar as crianças de mim, o que vou fazer de agora em diante? —

Ele a encarou incisivamente.

— Então você está dizendo que não se importaria se pudesse dar à luz? —

— Não foi isso que eu quis dizer... — Embora ela não entendesse a intenção dele ao fazer tal pergunta, ela negou do mesmo jeito.

— Anthony, deixe Chloe morar com Anne e você pode ficar com os meninos. Já que vocês estão em Luton, as crianças ainda podem se ver com frequência! — Disse Nigel. — Anne, o que você acha? —

Anne baixou o olhar e suas lágrimas rolaram por seu rosto. Embora ela tivesse conversado sobre aquilo com Sarah e Nigel, seu coração ainda doía com a escolha diante dela. Por mais que tentasse, sua cabeça estava pesada e ela não conseguia falar.

— Pai, parece que a Anne não quer! — Disse Bianca. — Assim como a mãe de Anne disse antes, Anne ainda pode ficar com Lucas e eles podem conseguir uma mãe de aluguel. —

Bianca não queria os trigêmeos e preferia que eles ficassem longe dela, mas ela sabia que era melhor não deixar Anthony saber de sua verdadeira intenção, então ela só podia fingir compartilhar o interesse de seu noivo no assunto.

Anne, nesse momento, olhou para cima e encarou friamente a irmã, perguntando-se por que motivo Bianca havia mencionado Lucas. Ela instintivamente ficou tensa e olhou para Anthony, cuja expressão parecia de fúria.

— Vou ficar com os três! Não estou aqui para negociar. Só estou aqui para informá-los sobre minha decisão! Ainda tenho outra coisa para resolver, então estou saindo agora. — Ele se levantou para sair.

Nigel bateu com as palmas das mãos na mesa.

— Anthony, você não pode fazer isso! —

— Eu deixei de lado o fato de que Anne deu à luz meus filhos pelas minhas costas, senhor Faye. Por favor, não me pressione mais sobre o assunto. Nenhum deles ficará com ela, os três são igualmente meus filhos. — Anthony manteve-se de costas para os demais e proferiu impiedosamente, antes de sair da sala.

Este não era o resultado que Anne desejava e ela não podia aceitar que Anthony estivesse fazendo aquilo. Bianca ficou muito feliz quando viu a expressão de dor no rosto de sua irmã.

— Anne, parece que o karma tem um jeito de se vingar de você. —

— Chega, Bianca! — Nigel rugiu.

O sorriso de Bianca murchou.

— Pai, você está gritando comigo por causa dela? —

Antes que Nigel pudesse dizer qualquer coisa, Anne levantou-se abruptamente e correu para fora, deixando os outros paralisados.

Comentários

Os comentários dos leitores sobre o romance: O Trigêmeos do Magnata