O Trigêmeos do Magnata romance Capítulo 773

Bianca não conseguiu descobrir nada e não pôde perguntar mais, para evitar ser exposta. Assim, ela desligou a chamada, sentindo-se com tanta raiva que arremessou o telefone na cama. Quase o aparelho deslizou para além da cama e se espatifou no chão, o que só potencializaria sua raiva. Aquela deveria ser uma oportunidade sua e única, ainda mais considerando o fato de que sua irmã não estaria por perto para roubar suas chances.

'Não acredito que acabei perdendo para alguma vagabunda aleatória!', gritava em seus pensamentos, porque seria impossível que a moça não se sentisse exasperada com a situação. Ela trocou de roupa e estava prestes a sair da Mansão Real, reprimindo sua raiva para ser liberada mais tarde em sua própria casa.

***

— Filha?! — Dorothy correu para pegar a bolsa que foi jogada no chão por Bianca. — Seria uma pena se você estragasse essa bolsa! Não fazem mais delas. —

Bianca se jogou no sofá e gritou:

— Por que não fui eu? Por que não podia ser eu? Por que é tão difícil para nós dormirmos juntos apenas uma vez? —

— Como assim dormir juntos uma vez? — Dorothy não conseguia entender.

Bianca nunca havia dormido com Anthony, mas realmente não queria falar sobre o tema, pois era uma situação vergonhosa.

— O que aconteceu? Diga e mamãe vai fazer justiça para você. —

Bianca não quis falar nada, e, por sorte, seu telefone tocou na hora certa. 'Anthony?'. A moça tirou o telefone da bolsa e confirmou que era seu noivo, então mal podia esperar para atender:

— Anthony, como você está?! Onde você está?! —

— Por que o desespero? —

— Eu soube de sua situação, perguntei a Oliver. Você... você deveria ter me procurado, eu não teria me importado... Você é meu noivo! — Bianca protestou.

— Águas passadas. —

— Você está no escritório agora? Tudo bem se eu for aí ver você? Estou realmente preocupada com meu noivo! — Bianca insistiu.

— Não precisa. Estou bem e podemos nos ver depois. — Anthony rejeitou.

— Então... Certo. Se cuida. — Bianca ficou consternada depois de desligar.

— O que aconteceu entre você e Anthony? — Dorothy perguntou.

— Nada aconteceu, e esse é o problema! — Bianca cerrou o punho, furiosa.

Aquela deveria ser a oportunidade dela!

— O que você gostaria que acontecesse? — Dorothy o seguiu.

— Acho que desde o acidente do papai, Anthony tem sido frio comigo. Mais frio que o normal, eu diria. — Bianca resumiu o que sentia. Além disso, depois de ver as fotos e vídeos de Anne no computador do noivo, a moça não conseguia ficar calma.

— Por quê? Talvez seja impressão sua, filha. Anthony administra um império tão grande como o Arquiduque, é claro que ele é ocupado. —

Bianca não disse nada, mas sabia que a situação não era tão simples.

***

Anne viu que Anthony estava em chamada e ficou em silêncio, até por imaginar quem estaria do outro lado da linha. Quando o magnata desligou o telefone, a jovem buscou informá-lo:

— Preciso ir embora agora. —

— Já se passaram alguns dias, você não vai dar uma olhada nas crianças? — — Perguntou Anthony.

— Não quero aparecer junto com você. Não quero provocar mais Bianca. — Anne foi sarcástica.

— Por que... você não está feliz com isso? Hein? — Anthony se aproximou e a encostou contra a parede.

— Não entendo é por que motivo você parece tão feliz. — Anne disse isso porque não conseguia mesmo entendê-lo.

— Bianca não está na Mansão Real. —

— Isso não é relevante para mim — Anne o empurrou e disse: — Vou lá mais tarde e vejo as crianças, pronto. —

Anthony a beijou sem aviso, tirando seu fôlego mais uma vez. A moça se sentiu ofegante com o beijo, suas bochechas se avermelharam, e ela só conseguiu se afastar um pouco.

Comentários

Os comentários dos leitores sobre o romance: O Trigêmeos do Magnata